ECK lança Especial “2023: laicismo, democracia e Kardec”

Tempo de leitura: 2 minutos

Com o fim do processo eleitoral, evidenciou-se em toda a sociedade, com ênfase no movimento espírita, algo gestado em seu interior durante várias décadas: a exploração da religião como ferramenta messiânica de orientação e/ou manipulação de espíritas e simpatizantes.

Na doutrina espírita, os casos se multiplicaram durante os últimos meses: foram mensagens apócrifas de “espíritos” orientando o voto, pedidos de oração coletivas para o candidato do governo, enganosas atribuições de autoridade a messias e falsos profetas, assédios em casas e grupos espíritas, fake news de toda gravidade, resgate de conceitos ultrapassados como o “diabo” e o “inferno”, manipulações doutrinárias de toda ordem etc. Todos esses casos foram amplamente testemunhados e poluíram com números sem precedentes a ambiência doutrinária, acarretando danos de entendimento em grupos de estudo e em adeptos da doutrina dos espíritos.

O Grupo Espiritismo com Kardec, representado por seu grupo no Facebook, seu site e plataformas digitais em redes, está propondo a seus colaboradores, pensadores, estudiosos e participantes selecionados, simpatizantes e membros do conselho editorial uma série de artigos, transformados em estudo de caso em um especial intitulado “2023: laicismo, democracia e Kardec”.

A iniciativa busca criar um arcabouço de conhecimento para a compreensão do que vem ocorrendo há algum tempo no movimento espírita. Ao utilizar de forma absoluta a religião como baluarte de estudo e compreensão das obras kardecistas, essa tendência traz prejuízos de variados matizes e esvaziamento do entendimento racional e laico da doutrina e de seu autor, professor Allan Kardec.

Os artigos serão publicados a partir do mês de dezembro de 2022 e durante todo ano de 2023, por ordem de recebimento, em canal próprio no site e grupo no Facebook, com ampla divulgação nos meios doutrinários. A iniciativa tem também como objetivo analisar sob diversos prismas o chamado “movimento espírita”, bem como propor soluções viáveis de resgate do tríplice aspecto da doutrina, filosofia e ciência, com consequências morais, construindo bases sólidas para o seu futuro.

Temos a convicção de que o Grupo ECK, com 13,5 mil membros, cumpre o seu papel de gerador e disseminador de saberes para um diálogo franco e honesto com outros grupos, associações e federações espíritas, com o intuito de olharmos e construirmos um horizonte promissor baseado no humanismo e na responsabilidade democrática e social.

Acompanhe em nossas redes e site o Especial “2023: laicismo, democracia e Kardec”

Imagem: Imagem-de-Gerhard-por-Pixabay

ABAIXO ACESSE OS ARTIGOS POR ORDEM DE ENTRADA NO PORTAL

O valor de todos, por Marcus Vinicius de Azevedo Braga

Os espíritas devem influir no meio social, por Cláudio Bueno da Silva

Kardec, pensamentos e diálogos, por Nelson Santos

O futuro do Espiritismo já chegou!?, por Marcelo Henrique

Por que não sou religiosa, por Célia Aldegalega

O assédio da extrema direita na ambiência das casas espíritas. por Manoel Fernandes Neto

Administrador site ECK

Written by 

Postagem efetuada por membro do Conselho Editorial do ECK.

3 thoughts on “ECK lança Especial “2023: laicismo, democracia e Kardec”

  1. Aprecio muitíssimo essa abordagem corajosa dos artigos do ECK, onde se questionam os rumos do chamado “movimento espírita” no Brasil, especialmente quando o aspecto puramente religioso se sobrepõe aos demais (filosófico e cientifico). Uma doutrina, como é a espírita, assentada, em sua origem, em três pilares básicos, não pode manter e alimentar alguns tabus, não pode ter receio de questionar seus próprios rumos. Como foi feliz o autor da frase: “toda unanimidade é burra”. É um alerta para os excessos, para o “comportamento de boiada” , que pode cegar e fanatizar os adeptos de determinado segmento humano que foge da auto crítica, dos questionamentos e dos debates sem tabus. Um dos problemas da sobreposição da religião sobre a ciência e a filosifia é a tendência de se caminhar para um fundamentalismo religioso, com regras, dogmas e tabus criados por homens, que levam ao fanatismo, aos preconceitos, à intolerância e tantas outras mazelas do retrocesso moral e intelectual, que no fim das contas podem ser altamente danosos à liberdade, ao progresso e aos próprios seres humanos.

  2. Excelente trabalho. Cumprimento o ECK e a todos os contribuintes desse ambulatório de ideias que muito tem contribuído para o esclarecimento necessário sobre a vida, a sociedade, o espiritismo, as relações humanas etc. Agradeço a oportunidade de participar. Abraço, com meus desejos a todos de um ano melhor, menos tormentoso e tumultuado, mas produtivo e feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.