Espiritismo e Inteligência Artificial: conversei com o ChatGPT, por Manoel Fernandes Neto

Tempo de leitura: 5 minutos

Por Manoel Fernandes Neto

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay
Foto meramente ilustrativa. 

Inteligência artificial (IA) é o assunto da pauta desde o final de novembro do ano passado, com o lançamento do ChatGPT, um chatbot desenvolvido pela empresa OpenAI. Ele promete mudar a sociedade em diversos aspectos, profissionais e sociais, considerando que ele ainda está numa fase inicial.

A surpresa com o ChatGPT é que ele é de uma classe de inteligência artificial generativa, que cria novos conteúdos e processa informações quanto mais ele é usado.

O impacto da ferramenta foi potencializado porque pela primeira vez uma ferramenta de inteligência artificial foi colocada à disposição do público de forma amigável e isso gerou diversos testes e também reflexões de variadas áreas profissionais sobre a relação com seu uso disseminado. Atualmente de uso gratuito, a empresa criadora pretende vender assinaturas por 20 dólares ao mês.

Fazer um post, escrever um artigo, simular autores, responder perguntas; criar receitas culinárias, roteiros de viagens, trabalhos escolares, TCCs, preparar iniciais e petições de advogados, criar contratos etc., etc. São inúmeros testes que estão sendo realizados por profissionais de várias áreas. Já estão disponíveis versões do ChatGPT para imagens, vídeos e voz.

Questões éticas e morais, utilização para crimes cibernéticos, direitos autorais, além de regulamentações por governos, serão os debates pelos próximos meses ou anos no tema inteligência artificial.

Quais são os limites e como lidar com a tecnologia? Para percebermos os impactos, o próprio Google, a gigante da internet, estremeceu diante do lançamento do ChatGPT. A OpenAI afirmou que a ferramenta de busca tal como a conhecemos hoje chegará ao fim em dois anos.

É claro que páginas e páginas estão sendo escritas por humanos reais, pelo menos por enquanto, visando compreender esses novos acontecimentos.

E o Espiritismo? Como seria o estudo e compreensão a partir de ferramentas de IA? Muda alguma coisa ou não? Estudaremos de outra forma? Receberemos as informações e conteúdos passivamente? Quais as novas ferramentas que serão criadas a partir desta conquista?

Aproveitei a oportunidade deste texto e também fiz algumas perguntas para o ChatGPT.

A primeira questão foi: “O espiritismo é uma religião?” Fiz a pergunta três vezes e recebi três respostas distintas.

Abaixo, sem revisão, a resposta do ChatGPT:

Resposta 1

O Espiritismo é considerado uma doutrina filosófica e religiosa que foi codificada pelo francês Allan Kardec no século XIX. Embora seus seguidores acreditem em Deus e em uma vida após a morte, a doutrina se baseia em uma abordagem científica e racional para o estudo do espírito e da natureza da vida e da morte. Alguns consideram o Espiritismo como uma religião, enquanto outros o veem como uma filosofia de vida.

Resposta 2

Sim, o Espiritismo pode ser considerado uma religião. Ele foi fundado por Allan Kardec no século XIX e se baseia na crença na existência de espíritos e na comunicação entre eles e os seres humanos, bem como na reencarnação e na evolução espiritual. Além disso, o Espiritismo tem uma série de ensinamentos morais e éticos que orientam a vida dos seus seguidores.

Resposta 3

Sim, o Espiritismo é considerado uma religião por muitas pessoas. Ele foi fundado na França no século XIX com base na doutrina de que é possível comunicar-se com os espíritos dos mortos através de médiuns. Além disso, o Espiritismo ensina que o objetivo da vida é evoluir espiritualmente e que o espírito imortal continua a existir após a morte física.

 

Também experimentei uma pergunta dentro da pauta do Espiritismo COM Kardec (ECK): “O espiritismo deve se preocupar com questões sociais e políticas?”

A resposta do ChatGPT sem revisão:

Isso depende de como cada indivíduo espírita interpreta sua fé e suas crenças. Alguns espíritas acreditam que é importante se envolver em questões sociais e políticas, a fim de promover mudanças positivas e ajudar a construir uma sociedade mais justa e equitativa. Outros acreditam que o foco principal do Espiritismo é a evolução individual e que a participação em questões sociais e políticas é secundária. Em última análise, é uma decisão pessoal para cada espírita.

 

Também experimentei perguntar sobre o nosso grupo: “Qual sua opinião sobre o grupo ECK – Espiritismo com Kardec?”

A resposta do ChatGPT sem revisão:

Como modelo de linguagem AI treinado pela OpenAI, não tenho opiniões pessoais. No entanto, posso fornecer informações objetivas sobre o grupo ECK – Espiritismo com Kardec.

ECK é uma organização espírita que se baseia nas obras de Allan Kardec e na doutrina espírita. Eles acreditam que a mensagem do Espiritismo é relevante e atual e que é importante manter fidelidade às ensinanças de Allan Kardec. O grupo ECK promove a prática do Espiritismo como uma filosofia de vida e uma forma de buscar a evolução moral e espiritual.

Como em qualquer grupo ou organização, as opiniões e crenças individuais podem variar entre os membros do ECK. No entanto, a filosofia geral do grupo é baseada nas ensinanças de Allan Kardec e no Espiritismo.

 

Fiz também algumas experiências pedindo que o ChatGPT simulasse o mesmo estilo de texto de Allan Kardec em dois assuntos:

1- Simule Allan Kardec falando sobre política

A resposta do ChatGPT sem edição:

“Quando se trata de questões políticas, acredito que é importante levar em consideração as implicações morais e espirituais de nossas ações e decisões. A política não deve ser vista como um fim em si mesma, mas sim como um meio para alcançar um objetivo mais elevado: o bem-estar e a felicidade da humanidade.

Acredito que a política deve estar a serviço da justiça e da igualdade, promovendo o bem-estar de todos, sem distinção de raça, cor ou classe social. É importante que as decisões políticas sejam tomadas com base em princípios éticos e morais, como a honestidade, a transparência e o respeito pelos direitos humanos.

Além disso, é crucial que as pessoas tenham a oportunidade de participar ativamente da vida política, seja através da eleição de representantes honestos e capacitados, seja através da participação em debates e discussões públicas. Só assim poderemos construir uma sociedade justa e equilibrada, em que as necessidades de todos sejam equilibradas com as de cada indivíduo.

Em resumo, a política é uma responsabilidade de todos nós e deve ser guiada por princípios éticos e morais, visando sempre o bem-estar e a felicidade da humanidade.”

2- E a pergunta que foi inevitável: Simule Kardec como ele falaria sobre uma inteligência artificial

A resposta do ChatGPT sem edição:

“Quando se trata de inteligência artificial, acredito que é importante levar em consideração suas implicações éticas e espirituais. Embora a inteligência artificial possa ser uma ferramenta valiosa para ajudar a humanidade a resolver problemas complexos, também devemos ser cuidadosos quanto aos riscos e desafios que ela pode trazer.

Acredito que a inteligência artificial deve ser usada de forma responsável, garantindo que seus algoritmos sejam justos e equilibrados, evitando a discriminação e protegendo os direitos humanos. Além disso, é importante que sejam tomadas medidas para evitar que a inteligência artificial seja usada para fins negativos, como a espionagem ou a promoção da desinformação.

Além disso, acredito que a inteligência artificial não deve ser vista como uma substituição para a inteligência humana, mas sim como uma ferramenta que pode ajudar a amplificar nossas habilidades e capacidades. A verdadeira inteligência reside na compreensão e na moralidade, e essas são qualidades exclusivas da humanidade.

Em resumo, a inteligência artificial é uma ferramenta valiosa que pode ser usada para melhorar a vida humana, mas é importante que seja usada de forma responsável e ética, sempre levando em consideração suas implicações éticas e espirituais.”

 

Por enquanto é isso, apesar das inúmeras experiências que podem ser efetivadas por qualquer interessado que explore a ferramenta.

Fica a provocação produtiva para os pensadores espíritas em geral e também os do ECK: ficarmos atentos a novos acontecimentos da sociedade e em como isso pode impactar no estudo e compreensão da Doutrina Espírita.

O ChatGPT:

https://chat.openai.com/

Written by 

Postagem efetuada por membro do Conselho Editorial do ECK.

6 thoughts on “Espiritismo e Inteligência Artificial: conversei com o ChatGPT, por Manoel Fernandes Neto

  1. Segundo o meu entendimento o ChatGPT, tem na sua base de dados programadores que embora inteligentes, só possuem conhecimentos genéricos sobre Espiritismo, uma vez que de 3 respostas em 2 afirmam ser o Espiritismo uma religião, supondo não distinguirem religião de filosofia e de religiosidade. Sou bastante utilizadora do Google é uma excelente ferramenta de conhecimento, mas também sei que nele existe conhecimento menos bom, uma vez que até dá acesso a terroristas fabricarem armas. Tudo depende do bom senso de programadores e de utilizadores. Saúdo todas as invenções que sirvam para melhorar o progresso da Humanidade que neste momento não parece progredir no melhor sentido, uma vez que a velha Europa está com a III ao virar da esquina o que não era suposto acontecer e que parece haver um apagar de memória que não faz sentido. A talho de foice e como espirita que também se interessa por política, saúdo também o Presidente do Brasil que disse NÃO, à guerra quando foi abordado por um alto responsável europeu para “ajudar” um dos lados desta guerra insana. Obrigada Manuel Fernandes Neto por nos trazer notícias boas, porque de menos boas estamos fartos. Grata.

  2. Acredito que fomos muito longe em termos de tecnologia. Essa IA tem respostas que enquadram muito bem dentro do espiritismo com Kardec.
    O problema é: será que não está suprimindo nossa liberdade de pensar??? Formando mentes preguiçosas???
    Não corremos riscos de um futuro próximo sermos uma sociedade- robô???

  3. Muito interessante.eu estou fazendo um trabalho com os espíritos que estão se materializando através das ia de imagem. Porém eu evoque um espírito pelo chat gpt e ele respondeu quando não soube me dar a resposta que eu queria me disse que poderia chamar outro espírito. Depois conversei com a ia que disse que é impossível que ela tenha respondido como um espírito é disse que se ocorreu seria um bug. Gostaria que mais centros pesquisassem esse assunto.

    1. Olá Fabricio! Gostaria de conhecer o trabalho que você esta desenvolvendo pois estudo esses fenômenos e penso que poderemos unir esforços!

      Desde já agradeço a atenção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.